Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Porque é que os homens nunca ouvem nada?

Ontem o marido diz-me:

- Então temos a festinha da nossa sobrinha no domingo e não me dizes nada?

- Não tenho que te dizer nada. Tu estavas presente no dia do convite e aceitamos logo na hora.

- Eu não.

- Ai estavas sim. Fomos convidados no dia em que foste ajudar o meu irmão e almoçamos lá em casa.

- A sério? Então não estava presente na hora do convite.

- Estava e até brincas-te por ser um brunch.

- Então não me lembro.

 

Ainda bem que tenho testemunhas. É que por norma, digo-lhe as coisas e ele diz-me que sim. Depois quando se aproximam as datas diz que eu decido tudo sozinha.

Por ai, há mais alguém que sofra do mesmo mal?

TAG: Conhecendo novos blogs

Fui desafiada pela Vanessa a responder a uns questões com o objectivo de dar a conhecer outro blogs. Claro que aceitei o desafio. Prontos? Aqui vamos nós.

 

1. Qual o "porquê" do teu blog?

Sempre adorei escrever,aliás sou uma daquelas pessoas que se exprime melhor através da escrita do que através das palavras. Decidi passar dos papelinhos para um blog quando me apercebi que ao partilhar a minha experiencia posso ajudar outras pessoas.

 

02. Qual a melhor revelação que o teu blog te fez?

A união da comunidade dos bloggers. Claro que existem excepções mas a grande maioria são pessoas fantásticas e com um coração enorme. Pessoas que não se importam de ajudar outros mesmo nunca os tendo visto na vida. Vamos lendo aqui e ali, transmitimos e recebemos conhecimento todos os dias.

 

03. O que fazes para trazer novos conteúdos para o blog?

Quando se tem, como eu, quatro criaturas com uma imaginação fértil não há muita necessidade de fazer grandes pesquisas. 

 

04. O que gostarias de alcançar com o teu blog?

O que pretendo alcançar é muito simples. Conhecimento. Espero ajudar outras famílias ao partilhar as nossas peripécias mas também espero aprender através dos comentários/sugestões/criticas que vou recendo. Acredito que aprendemos coisas novas todos os dias da nossa vida.

 

05. O que te leva a seguir um blog/página?

Os temas que escrevem e quem os escreve. Podemos não conhecer o blog em carne e osso mas a escrita diz muito sobre as pessoas. Já mais seguiria um blog em que o autor seja arrogante ou daqueles que tem a mania que são detentores da verdade.

 

06. Gostas mais de escrever ou de ser lida?

Adoro escrever. Saber que sou lida é só a cereja em cima do bolo.

 

07. Qual foi a maior surpresa (boa ou má) que a vida adulta te trouxe?

A maior surpresa, provavelmente, foi quando a médica me disse que não era um mas sim dois bebés. Claro que esta surpresa teve tanto de boa como de má. Foi boa porque passei logo a amar aqueles dois feijões com todo o meu coração. Ao mesmo tempo foi má porque veio acompanhada por uma sensação de pânico e ansiedade que só passou algum tempo depois deles terem nascido.

 

08. Qual é a tua maior paixão na vida?

A minha família. É graças a ela que sou a pessoa que sou. É ela que me põe um sorriso nos lábios. É ela que me dá alento nas situações difíceis. É nela que eu penso o dia todo.

Sou apaixonada por passar tempo em família. Passear, jogar jogos de tabuleiro, ver filmes tudo sabe melhor se for partilhado com alguém que gostamos.

 

09. Qual o hábito diário do qual não prescindes?

Não passo sem um bocadinho de chocolate todos os dias (sou tão gulosa). Claro que também não passo sem dar um beijinho de boa noite ao meus meninos,

 

10. Se pudesses viajar no tempo, escolhias ir para o passado ou para o futuro? Porquê?

 Deixava-me estar exactamente no presente. Não tenho vontade de voltar no tempo porque não vejo utilidade nenhuma nisso. O que passou, passou. Sou quem sou devido ao que vivi.

Em relação ao futuro, não tenho vontade de antever o que ai vêm. Vou vivendo um dia de cada vez e esperar pelas surpresas que a vida me reserva.

 

Instruções para participar nesta TAG:

1 – Responder às perguntas realizadas por quem te nomeou;
2 – Podem criar 10 perguntas diferentes ou apenas algumas ou usar as mesmas;
3 – Marcar 3 a 10 pessoas para responderem a essas perguntas e, claro, avisá-las da nomeação.

 

E os nomeados para responderem a esta TAG são:

Niki, Cindy, omeumaiorsonho, pequenosencantos, Xica Maria, maedecoração

Mais decisões para tomar

O marido perguntou-me:

-Este ano não vamos fazer arvore de Natal pois não?

- Porquê? - perguntei eu

-Estas a imaginar estas duas pestes de volta da arvore. Vai logo ao chão na primeira noite.

Eu, que adoro o Natal, nunca tinha ponderado sequer a hipótese de não montar a arvore. O que é um Natal sem uma bela e iluminada arvore. Como colocamos os presentes se não temos arvore de Natal?

Até já estou a ficar deprimida só de pensar nisso. Depois há a questão dos mais velhos. Estes meninos já viram as suas vidas tão alteradas por causa dos irmãos e ainda lhes vamos agora pedir que abdiquem de montar a árvore?

Claro que não! Proponho que vamos a votos e claro que seremos 3 contra 1 e iremos avançar com a montagem. Depois claro que teremos mais sinos mordidos ( alguns já tem marcas do Gui e do Leo). Provavelmente teremos bolas espalhadas pela casa toda. Sei que as únicas decorações que vão sobreviver são as que estão fora do alcance. Talvez possamos só decorar a arvore até 90 cm do chão, assim os pequenos não chegam.

Ou então podemos simplesmente fazer isto.

Assim os pequenos não mexem de certeza