Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Espetáculo ambulante

As vezes penso que poderia montar um circo e cobrar bilhetes. Cada vez que saímos a rua somos a atracção principal até parecemos famosos, bem somos bem famosos nos sítios que frequentamos habitualmente. Cada vez que saímos a rua toda a gente olha e cochicha, primeiro porque toda a gente repara em gémeos, depois porque vem que são quatro filhos e por último todos rapazes. Não há um dia em que não tenha que responder a perguntas. Ainda hoje recebi um cliente no trabalho (voltei a pouco mais de quinze dias) que já não via a mais de um ano, desde que fui de baixa. Assim que me viu perguntou "então Catarina como é isso de ter quatro filhos? Eu já não tenho coragem de tentar o terceiro". Claro que a minha resposta é que está tudo bem, os meninos são calminhos, comem bem,dormem bem, não nos podemos queixar. O cliente insiste com mais algumas perguntas a que já estamos habituados. Depois desta situação ainda tive uma melhor. Fui buscar os quatros meninos. Vimos eu, a minha mãe, os quatro miúdos e o carrinho dos gémeos no meu monovolume de sete lugares. Claro que um dos lugares está ocupado pelo carrinho, o Leonardo vai no lugar mais atrás, os gémeos vão no bancos laterais atrás e o Guilherme, como já não usa cadeirinha, vem espremido entre os gémeos no lugar do meio. De repente, a minha mãe chama-me a atenção para uma camioneta que se colocou ao meu lado na via rápida só para os ocupantes espreitarem estes miúdos todos. Afastaram-se depois a rir às gargalhadas, provavelmente a pensar que éramos uns doidos. Por estes motivos penso que poderia montar um espectáculo e cobrar bilhete, assim pelo menos tinha uma ajuda para sustentar esta família!