Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

O que uma porta resolve

IMG_20171206_075208.jpg

Os brinquedos são retirados dos locais e simplesmente jogados no chão. Muitos nem são olhados duas vezes exceto quando se certificam que não os pisam. Espalham tudo não brincam com nada.

Já lá vai o tempo em que eu me preocupava com tal. Era incapaz de sair de casa ou ir dormir com aquele quarto todo desarrumado. Todos os dias arrumava e voltava a arrumar. Cinco minutos depois entrava no quarto, parecia que tinha ocorrido uma explosão e espalhado os brinquedos todos.

Cansei-me. Cansei de gastar o meu curto tempo nestas tarefas inglórias. Hoje em dia o quarto é arrumado duas ou três vezes na semana. Quando é necessário aspirar ou quando já nem se consegue andar sem postar um brinquedo. Nós restantes dias fechamos a porta e esta esconde o caos que lá reina dentro. 

IMG_20171206_083150.jpg

 

Bolo queque

Ontem fiz uma formanda de queques para os rapazes levarem para a escola. Como cada vez somos mais a comer fiz a receita a dobrar. Correu tudo bem até ao momento de dividir a massa pelas formas. Enchi as 36 formas de quesques e fiquei com um pouco de massa. Como não sou de desperdiçar nada coloquei o resto da massa numa forma de bolo normal. Saiu do forno uma amostra de bolo com três dedos de altura porque a massa era mesmo muito pouca.

IMG_20171106_064552.jpg

 Os rapazes acharam uma piada é chamarem-me bolo queque. Depois quiseram provar tudo é a conclusão foi que o bolo queque era mais delicioso que os queques. Estes rapazes são demais 😂

Volta a Portugal

No sábado saímos de casa para passear. Pouco depois de sairmos fomos forçados a parar na berma da estrada. Cumprimos a instrução que nos foi dada pelo agente da autoridade sem perceber bem o que se estava a passar até que o marido se lembrou da volta a Portugal. Em vez de ficarmos aborrecidos por estarmos alinhados parados à espera optamos por aproveitar o momento. Os pequenos tiraram os cintos e tomaram posição à janela. Vimos passar o batalhão de ciclistas e os carros de apoio. Os rapazes estavam excitados por ver tanta coisa diferente, queriam saber o que era tudo. Acabou por ser um excelente momento e totalmente fora dos planos.

PE_20170809_072554.png

PE_20170809_073055.png

PE_20170809_072656.png

PE_20170809_073001.png

 

Quantas peras dá uma pereira?

É uma pergunta que tenho colocado a mim própria desde que comecei a apanhar pêras da nossa pequena pereira. Já comemos imensas e demos montes. Mesmo assim todos os dias estão pêras e mais pêras caídas e amassadas no chão. Ontem decidi apanhar tudo e ainda tirei um grande saco cheio.

PE_20170808_070342.png

 Quase que nem o consigo levantar do chão de tão pesado que está. Vamos continuar a comer e se não dermos conta do recado transformou o resto em doce.

Quase que me esquecia de dizer que são totalmente biológicas. São tão doces que quase não há uma que não tenha vestígios de bicho.