Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

O meu maior receio aconteceu.

Resolvemos inscrever os gémeos na pré-escola publica. Não havia certeza que entrassem mas tínhamos muitas esperanças. Sim isso implica mudar de escola novamente mas de qualquer forma já ia mudar tudo na creche onde andam. Iriam também passar para as salas da pré, pelo que vão ter educadoras e auxiliares novas. Assim sendo resolvemos ver se os conseguíamos colocar na escola publica para não termos que lidar com três estabelecimentos diferentes durante o próximo ano lectivo.

Entretanto soubemos que os pequenos entraram mas o Leonardo não. A escola está cheia e não à lugar para o rapaz que foi colocado numa escola um pouco mais à frente. Pensei então em ver se conseguia mudar os gémeos para ao pé do Leonardo mas a escola não tem salas de pré.

Assim fiquei resignada ao facto de que uma das coisas que eu mais temia se vai realizar. Vamos ter que lidar com três escolas diferentes em vez de apenas duas e uma ao lado da outra. Agora resta-me esperar para ver o horário do Guilherme para perceber se é compatível com os horários dos irmãos.

O pior de tudo é que este filme vai continuar durante os próximos dois anos até o Leonardo passar para o quinto ano. Tenho esperanças que no fim não seja tão mal como eu penso que vai ser. Tenho receio principalmente na escola do Leonardo. Não existe sitio nenhum para parar o carro. Eu não me importo de andar e deixar o carro longe. O problema é que não o posso fazer isso e deixar os dois pequenos no carro. Também não me parece viável tira-los todos do carro. Iria demorar o dobro do tempo a fazer o percurso carro escola e o contrário e ainda teria que lidar outra vez com as cadeiras. Penso que vou ter que deixar os pequenos primeiro e o Leo depois.

Isto aliado ao facto de irmos lidar com um 5º ano pela primeira vez. Olho para o meu Guilherme e vejo a sua recusa em crescer. Em parte é bom que preserve a sua inocência mas por outro lado fico assustada. Vai para uma escola grande onde não haverá quem tome conta dele. Vai ser tudo novo. O ensino vai ser mais difícil e ele não está minimamente preocupado. Não sei bem como é que vamos arranjar tempo para o ajudar a estudar e trabalhar. Uma coisa é fazer testes de três disciplinas outra coisa é ter sete. Vamos ver como será. Só sei que o inicio do ano escolar está mesmo ai e a minha ansiedade está a aumentar.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.